Arquivo

Archive for the ‘Fitness e Saúde’ Category

Correr ao ar livre emagrece mais que esteira

Veja três formas de acabar com a acne

Categorias:Fitness e Saúde Tags:, ,

12 dicas para combater o desânimo

Benefícios dos exercícios para a vida.

12 dicas para combater o desânimo

Os erros mais comuns de quem começa a malhar.

Aprenda a meditar em 9 lições simples

Mudamos para dicasdoprofessor.com acesse.

Jovem que estuda música protege cérebro em idade avançada.

As muitas horas dedicadas ao aprendizado de música trazem benefícios a longo prazo, mostra um estudo publicado na versão on-line do jornal “Neuropsychology”, da Associação Americana de Psicologia.

A pesquisa indica que aqueles que tocaram instrumentos musicais por muitos anos parecem formar uma proteção natural contra perdas cognitivas que costumam ocorrer durante a terceira idade.

Mesmo que essas pessoas tenham largado o instrumento em algum momento das suas vidas, a mente ainda se mostra afiada na idade avançada, se comparada àqueles que nunca aprenderam música.

Um grupo formado por 70 musicistas com idade entre 60 e 83 anos se submeteu a variados testes de memória e habilidade para captar informações novas, entre outras situações.

O resultado é que se saíram melhor nas provas quem tocou música durante nove e dez anos. O que sugere que quanto mais as pessoas tocam, mais benefícios terão no futuro.

O piano ficou como o instrumento mais popular entre os músicos, seguido dos instrumentos de sopro. Todos eram amadores e tinham em comum terem iniciado aulas de música por volta dos dez anos.

O estudo também considerou o preparo físico e o nível educacional dos participantes. E, o que chamou a atenção, é que havia igualmente a relação entre a capacidade cognitiva e os anos de atividade musical se os voluntários estavam ou não envolvidos com música atualmente.

A descoberta mostra que o funcionamento cerebral pode ser alterado e a música pode ser um assunto para considerações futuras porque envolve uma combinação de capacidades motoras, leitura, audição e ações repetitivas.

Fonte: FOLHA

Correr ouvindo música.

Dica: Técnicas de respiração.

Vença a preguiça!

Dormir até tarde …

Adoçantes: Mitos e Verdades

Trabalhar muito faz mal a saúde.

Trabalhar muito aumenta em 67% as chances de ataque cardíaco.

Os workaholics que fazem do escritório o segundo lar devem se preocupar com o tempo gasto no trabalho. Isso porque uma equipe de pesquisadores da University College London, no Reino Unido, descobriu que aqueles que trabalham cerca de 11 horas por dia têm 67% mais chances de sofrer um ataque cardíaco, como divulgou o jornal britânico Daily Mail na manhã desta terça-feira (5).

Durante 11 anos os cientistas acompanharam mais de sete mil trabalhadores, acompanhando seu cotidiano e seu histórico médico, sendo que 192 destes operários sofreram ataques cardíacos. Os cientistas acreditam que o estudo ajudará a prevenir este tipo de problema, a partir do momento em que os cardiologistas passarem a questionar quantas horas de labuta seriam saudáveis para cada paciente, para poder aconselhar aqueles que têm mais risco, como os obesos e os fumantes, a reduzirem a carga horária.

“Pode ser uma maneira de acordar aqueles que trabalham demais, especialmente se eles têm outros fatores de risco”, afirmou o professor Mika Kiyimäki, que chefiou as pesquisas. “O estudo ajuda a entender como os fatores sociais são determinantes nas doenças cardíacas, mas outras pesquisas deverão ser feitas para esclarecer como podemos usar estas informações para alertar os trabalhadores em risco e quais avisos deveremos colocar nos ambientes de trabalho”, sugeriu o professor Peter Weissberg, diretor médico da British Heart Foundation.

Os ataques cardíacos matam milhares de pessoas todos os anos no mundo e acontece quando uma artéria coronariana fica bloqueada, impedindo que o coração receba sangue. Fumantes, obesos, hipertensos, pessoas com níveis altos de colesterol e que não praticam atividade física se encontram no grupo de risco.

Fonte: Terra

Aproveite para ler:

Sedentarismo causa 90% das lombalgias em jovens e adultos

Qual é o sexo do seu cérebro?

Tecnologia em excesso acaba com nossa capacidade de dormir bem

5 dicas para manter sua memória ativa.

Insônia pode desencadear problemas cardíacos graves