Arquivo

Posts Tagged ‘perder peso’

11 benefícios da caminhada para o corpo e a mente.

Você conhece algum exercício mais fácil de praticar do que a caminhada? Ela não exige habilidade, é barata, pode ser feito praticamente a qualquer hora do dia, não tem restrição de idade e ainda pode ser feita dentro de casa se a pessoa tiver uma esteira. “Para uma pessoa que não pratica nenhum tipo de esporte, uma caminhada de 10 minutos por dia já provoca efeitos perceptíveis ao corpo, depois de apenas uma semana, explica o fisiologista do esporte Paulo Correia, da Unifesp. Além da melhora do condicionamento físico, as vantagens de caminhar para a saúde do corpo e da mente são muitas, e comprovadas pela ciência. Confira aqui alguns dos benefícios e movimente-se:

1.Melhora a circulação
Um estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, provou que caminhar durante aproximadamente 40 minutos é capaz de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão. 

Além disso, a caminhada faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo. “Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Somado a isso, a caminhada também faz as artérias, veias e vasos capilares se dilatarem, tornando o transporte de oxigênio mais eficiente às partes periféricas do organismo, como braços e pernas”, explica o fisiologista Paulo Correia.

2.Deixa o pulmão mais eficiente
O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. De acordo com Paulo Correia, as trocas gasosas que ocorrem nesse órgão passam a ser mais poderosas quando caminhamos com frequência. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras. 

“A prática da caminhada, se aconselhada por um médico, pode ajudar também a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite. Em alguns casos mais simples, ela tem o mesmo efeito de um xarope bronco dilatador”, explica.

3. Combate a osteoporose
O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose. 

“Na fase inicial da perda de massa óssea, a caminhada é uma boa maneira de fortalecer os ossos. Mesmo assim, quando o quadro já é de osteoporose, andar frequentemente pode diminuir o avanço da doença”, diz o fisiologista da Unifesp.

4. Afasta a depressão
Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina. 

Depois de um tempo, é preciso praticar ainda mais exercícios para sentir o efeito benéfico do hormônio. “Começar a caminhar é o inicio de um círculo vicioso. Quando mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, o que te dá mais ânimo. Esse relaxamento também faz com que você esteja preparado para passar cada vez mais tempo caminhando”, explica Paulo Correia.

5. Aumenta a sensação de bem-estar
Uma breve caminhada em áreas verdes, como parques e jardins, pode melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Essex, no Reino Unido. 

Comparando dados de 1,2 mil pessoas de diferentes idades, gêneros e status de saúde mental, os pesquisadores descobriram que aqueles que se envolviam em caminhadas ao ar livre e também, ciclismo, jardinagem, pesca, canoagem, equitação e agricultura, apresentavam efeitos positivos em relação ao humor e à autoestima, mesmo que essas atividades fossem praticadas por apenas alguns minutos diários.

6. Deixa o cérebro mais saudável
Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Entretanto, um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que esse efeito antienvelhecimento do exercício pode ser possível também em relação ao cérebro, ao aumentar seus circuitos e reduzir os riscos de problemas de memória e de atenção. “Os estímulos que recebemos quando caminhamos aumento a nossa coordenação e fazem com que nosso cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos, sejam eles visuais, táteis, sonoros e olfativos”, comenta Paulo Correia. 

Outro estudo feito pela Universidade de Pittsburgh, afirma que as pessoas que caminham em média 10 quilômetros por semana apresentam metade dos riscos de ter uma diminuição no volume cerebral. Isso pode ser um fator decisivo na prevenção de vários tipos de demência, inclusive a doença de Alzheimer, que mata lentamente as células cerebrais.

7. Diminui a sonolência
A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. Essa substância deixa o corpo mais disposto durante as horas subsequentes ao exercício. Somado a isso, a caminhada melhora a qualidade do sono de noite. 

“Como o corpo inteiro passa a gastar energia durante uma caminhada, o nosso organismo adormece mais rapidamente no final do dia. Por isso, poucas pessoas que caminham frequentemente têm insônia e, consequentemente, não tem sonolência no dia seguinte”, completa o especialista da Unifesp.

8. Mantém o peso em equilíbrio e emagrece
Esse talvez seja o benefício mais famoso da caminhada. “É claro que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas”, afirma Paulo Correia. 

E o papel da caminhada na perda de peso não para por aí. Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostrou que, mesmo horas depois do exercício, a pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.

A conclusão foi de que os músculos dos atletas convertem constantemente mais energia em calor do que os de indivíduos sedentários. Isso ocorre porque quem faz um treinamento intensivo de resistência, como é o caso da caminhada, tem um metabolismo mais acelerado.

9. Controla a vontade de comer
Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, sugere que fazer caminhadas pode conter o vício pelo chocolate. Durante o estudo, foram avaliadas 25 pessoas que consumiam uma quantidade de pelo menos 100 gramas por dia de chocolate. Os chocólatras tiveram que renunciar ao consumo do doce e foram divididos em dois grupos, sendo que um deles faria uma caminhada diária. 

Os pesquisadores perceberam que não comer o chocolate, juntamente com o estresse provocado pelo dia a dia, aumentava a vontade de consumir o doce. Mas, uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade pela guloseima.

“Além de ocupar o tempo com outra coisa que não seja a comida, a caminhada libera hormônios, como a endorfina, que relaxam e combatem o estresse, efeito que muitas pessoas buscam compulsivamente na comida”, afirma Paulo Correia.

10. Protege contra derrames e infartos
Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. “Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. Isso impede que as artérias parem de transportar sangue ou entupam”, diz Paulo. 

A caminhada também regula os níveis de colesterol no corpo. Ela age tanto na diminuição na produção de gorduras ruins ao organismo, que têm mais facilidade de se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos e por isso causar derrames e infartos, como no aumento na produção de HDL, mais conhecido como colesterol bom.

11. Diabetes
A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.

Outro ponto importante é que o treinamento aeróbico intenso produzido pela caminhada é capaz de reverter a resistência à insulina, um fator importante para o desenvolvimento de diabetes. Assim fica comprovado que os exercícios têm ainda mais benefícios contra o mal do que se pensava anteriormente.

“Quanto maior a quantidade de insulina no sangue, maior a capacidade das células absorverem a glicose. Quando esse açúcar está circulando livremente no sangue, pode causar diabetes”, explica o fisiologista da Unifesp.

Fonte: Minha Vida

Aproveite para ler:

Correr x Caminhar

Correr ouvindo música.

Bicicleta X Esteira.

Dica: Corrida no parque.

A malhação que vale por uma corrida

 

 

A malhação que vale por uma corrida

A malhação que vale por uma corrida


Esta é uma lei universal do exercício – quanto menos tempo você tem, mais fácil fica encontrar uma desculpa para pular o treino de cárdio. Afinal, uma boa sessão não deve durar pelo menos 30 minutos? Não. Na verdade você não precisa suar por meia hora para obter os benefícios da atividade física. Aliás, é possível alcançar os melhores resultados com treinos cardiovasculares curtos. Basta entender que você queima mais calorias por minutos em atividades intensas.

Ao contrário de corridas intervaladas, exercícios de cárdio rápidos e intensos podem acelerar o metabolismo por horas após o fim do treino. Ou seja, você continua derretendo gordura mesmo quando cai na cama. Além disso, pesquisas mostram que sessões curtas e intensas de exercício melhoram seu condicionamento, assim como um trote tranquilo. Para mudar seu conceito sobre treinos de cárdio, montamos três treinos em circuito, que podem ser feitos em casa. Eles são tão desafiadores quanto uma série de tiros de corrida.

AGACHAMENTO EM SÉRIE

Faça os exercícios duas vezes, sem intervalo entre eles. Repita o circuito inteiro três vezes.

1 Agachamento com salto: desça até as coxas ficarem paralelas ao chão. Pule o mais alto que conseguir. Repita por 20 segundos.

2 Agachamento: faça o maior número de repetições que conseguir em 20 segundos.

3 Agachamento isométrico: desça o corpo até as coxas ficarem paralelas ao chão e pare. Segure a posição por 30 segundos.

PS: Faça no final do seu treino habitual de musculação e elime mais gordura do corpo.

PERNAS EM ALTA

Faça uma série de cada exercício sem intervalo entre eles e cronometre o tempo gasto. Descanse por um período duas vezes maior que esse tempo e repita o circuito.

1 Agachamento: 36 repetições.

2 Avanços alternados: 18 com cada perna.

3 Salto com pernas afastadas: 18 com cada perna.

4 Agachamento com salto: 36 repetições.

NA REGRESSIVA (ESCOLHA A OPÇÃO 1 OU 2)

Alterne entre os dois exercícios sem intervalo entre eles. Na primeira rodada, faça dez repetições de cada exercício. Na segunda rodada, faça nove repetições. Depois faça oito repetições para a terceira rodada e assim por diante. Vá até o menor número de repetições que conseguir ou até alcançar zero. A cada semana, aumente uma repetição – ou seja, se chegar a zero, comece a segunda semana com 11 repetições.

Opção 1

1 Balanço unilateral de braço: com uma pegada superior, segure um halter com o braço esticado na frente da cintura. Flexione o corpo na altura do quadril e dos joelhos. Abaixe o tronco até ele ficar em um ângulo de 45 graus em
relação ao chão. Balance o halter entre as pernas. Ao se levantar, leve o quadril para a frente e balance o halter até a altura do queixo. Faça o movimento inverso e repita.

2 Agachamento com impulso: com uma distância similar à largura dos ombros entre os pés, deixe os braços ao lado do corpo. Leve o quadril para trás, flexione os joelhos e desça o corpo o máximo que conseguir. Agora jogue as pernas para trás até ficar na posição de flexão. Em seguida, rapidamente retorne à posição de agachamento. Levante-se
explosivamente e repita o movimento.

Opção 2
1 Agachamento com salto.

2 Flexão explosiva: na posição de flexão, mantenha uma distância um pouco maior que a largura dos ombros entre as mãos. O corpo deve formar uma linha reta dos tornozelos à cabeça. Flexione os cotovelos e desça até quase tocar o peito no chão. Impulsione-se para cima o bastante para tirar as mãos do chão.

Fonte: REVISTA MH

101 maneiras de queimar 2 chopes.

Não, dois chopes não têm tantas calorias como você pensa. Mas a gente está aqui até para liberar sua “culpa”…


Aliás, poucas pessoas param no segundo. Obviamente, não queremos que você abra mão desse prazer. Tomar um chope gelado é mais que um hábito cultural. É uma atitude saudável. Para você beber seus dois chopes sem neura, mostramos uma centena de formas para queimar as 210 calorias dessas delícias.

NA PRAIA

>> 48 minutos pegando ”jacaré”

>> 63 minutos velejando

>> 55 minutos jogando frisbee

>> 21 minutos jogando vôlei

>> 36 minutos dirigindo um jet ski

>> 41 minutos suando no pedalinho

>> 27 minutos surfando

>> 50 minutos praticando body board

>> 28 minutos esquiando

>> 55 minutos praticando windsurfe

>> 16 minutos correndo em dunas de areia

>> 53 minutos caminhando dentro d’água, com apenas a cabeça de fora

>> 33 minutos mergulhando com snorkel

>> 24 minutos mergulhando de cilindro

NO JARDIM

>> 66 minutos preparando churrasco

>> 55 minutos jogando bocha

>> 63 minutos jogando críquete

>> 29 minutos jogando peteca

>> 33 minutos limpando um gramado

>> 70 minutos pendurando roupa no varal

>> 37 minutos plantando arbustos

>> 33 minutos impermeabilizando portão e cercas

>> 37 minutos cortando grama

>> 68 minutos molhando plantas

NO PARQUE

>> 63 minutos empurrando carrinho de bebê

>> 66 minutos andando com cachorro

>> 33 minutos jogando softball

>> 28 minutos arremessando uma bola

>> 38 minutos jogando beisebol

>> 110 minutos fazendo um piquenique

>> 24 minutos andando de patins

>> 26 minutos andando de skate

>> 17 minutos jogand rúgbi

>> 18 minutos jogando futebol

>> 21 minutos jogando tênis

NA CIDADE

>> 66 minutos jogando sinuca

>> 62 minutos jogando dardo

>> 110 minutos jogando cartas

>> 55 minutos jogando boliche

>> 37 minutos dançando

>> 69 minutos jogando com apostas

>> 83 minutos socializando (de pé)

>> 72 minutos fazendo compras

EM CASA

>> 37 minutos pintando parede

>> 21 minutos subindo escadas com caixas nas mãos

>> 111 minutos brincando com jogo de tabuleiro

>> 72 minutos passando roupa

>> 137 minutos assistindo esporte na TV

>> 28 minutos trocando móveis de lugar

>> 66 minutos cozinhando

>> 33 minutos esvaziando o apartamento

>> 66 minutos levando o lixo até a rua

>> 110 minutos tomando banho de banheira

>> 67 minutos fazendo sexo vigoroso

>> 91 minutos fazendo sexo tranquilo

>> 103 minutos de preliminares

>> 166 minutos abraçando

>> 150 minutos beijando

Você não precisa ser um abstêmio para não engordar. Mexa o corpo e elimine calorias sem dor!

NO TRABALHO

>> 102 minutos em reuniões

>> 94 minutos digitando

>> 30 minutos reformando o escritório

>> 72 minutos arquivando documentos

>> 111 minutos falando ao telefone

>> 103 minutos navegando na internet

>> 72 minutos tirando xerox

NA ACADEMIA

>> 66 minutos alongando

>> 28 minutos treinando musculação

>> 28 minutos socando um saco de luta

>> 17 minutos praticando caratê

>> 18 minutos saltando

>> 21 minutos fazendo flexão

>> 19 minutos na ergométrica

>> 17 minutos praticando kick boxing

>> 16 minutos remando

>> 21 minutos fazendo abdominal

>> 8 minutos caminhando na esteira, a 12 km/h, com 15% de inclinação

>> 13 minutos caminhando na esteira, a 12 km/h, sem inclinação

>> 22 minutos subindo no simulador de degraus, a 5 km/h, com resistência no nível 12

>> 20 minutos treinando em circuito

AO AR LIVRE

>> 25 minutos remando no caiaque

>> 19 minutos pedalando em trilha

>> 17 minutos pedalando no asfalto a 25 km/h

>> 47 minutos voando de asa-delta

>> 18 minutos correndo em solos diferentes

>> 13 minutos correndo no asfalto a 12 km/hora

>> 15 minutos escalando montanhas

>> 33 minutos praticando rafting

>> 37 minutos jogando golfe (e carregando o próprio equipamento)

NAS FÉRIAS

>> 48 minutos colocando as malas no carro

>> 24 minutos carregando uma mochila

>> 38 minutos montando uma barraca

>> 83 minutos embalando objetos

>> 52 minutos visitando pontos turísticos

>> 52 minutos mergulhando na piscina

>> 128 minutos lendo deitado no sofá

>> 17 minutos nadando estilo peito

>> 24 minutos nadando estilo costas

>> 21 minutos nadando estilo crawl

>> 166 minutos ouvindo música no sofá

>> 183 minutos dormindo

>> 17 minutos jogando polo aquático

Fonte: Men’s Health

A dieta mais simples do mundo: dois copos d’água antes das refeições.

Participantes de pesquisa perderam em média 7 quilos em três meses


O ingrediente da mais nova dieta milagrosa está disponível em qualquer torneira: água. Um estudo realizado pela professora Brenda Davy, PhD em nutrição humana e professora da Universidade Virgina Tech, nos Estados Unidos, afirma que bastam dois copos antes das refeições para perder sete quilos em apenas três meses (média entre as pessoas que participaram da pesquisa).

A cada refeição, a economia seria de 70 a 90 calorias, chegando a quase 300 por dia. O segredo do emagrecimento é simples: a água enche o estômago. Com o estômago cheio, as pessoas sentem menos fome. “As pessoas deviam beber mais água e menos refrigerentes”, disse Brenda ao jornal britânico Daily Mail.

Fonte: VEJA

Bicicleta X Esteira.

Muita gente se pergunta qual é o melhor exercício: caminhar ou pedalar? Confira algumas dicas!

Não se esqueça: Antes de iniciar qualquer atividade física procure um médico e um profissional de educação física.

Deixe seu comentário e bom treino a todos!

Emagrecer: 12 dicas fáceis e eficientes.



1. Seja paciente! Você não conseguiu esses kilos extras da noite para o dia, então não procure eliminá-los de forma gradativa e saudável.

2. Eduque gradativamente a sua atitude em relação aos alimentos.

3. Não exclua alimentos de sua dieta. Coma de forma consciente (tempo e quantidade).

4. Controle a ansiedade. Encontre distração em algo que lhe proporcione prazer e se possível que queime algumas calorias.

5. Coma em horários estipulados.

6. Não passe muitas horas em jejum.

7. Coma menos doces e mais frutas.

8. Beba bastante água durante todo o dia e não só quando sentir sede.

9. Deixe o seu prato colorido e atrativo. Saladas, legumes e frutas devem estar sempre presentes no almoço e jantar.

10. Confie em você! Tenha sempre pensamentos e atitudes positivas. Determinação e confiança são muito importantes para atingir qualquer objetivo.

11. Inicie algum tipo de atividade física (caminhada, musculação, corrida, etc.).

12. E a mais importante … Nunca desista!

Fonte: Professor Eduardo.

16 dicas para emagrecer nessas férias.

Aproveite ao máximo suas férias sem perder a forma. 

 

 
NA PRAIA – O riscos: Sol, mar e muitos petiscos.

Armas secretas:

1. Nunca vá à praia com fome. Mantenha sua rotina com café-da-manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar.

2. Monte seus próprios lanchinhos no caso de ter fome e leve para a praia: àgua, frutas e barrinhas de cereais.

3. Espiga de milho (sem manteiga) é uma excelente alternativa entre as refeições.

4. Se o calor estiver de matar, saboreie um picolé de frutas.

5. Nada de bebidas alcoólicas. Fique com os sucos naturais, água de coco e água natural.

6. Encha o carrinho de supermercado de frutas, sucos, pães integrais, peito de peru, queijo branco, iogurtes e barrinha de cereais.


NO CAMPO – Os riscos: Muita paz, tranquilidade e muito tempo livre recheado de comida.

Armas secretas:

1. Caminhe e conheça algumas trilhas. Isso ajuda a se exercitar e se distrair.

2. Leia um bom livro ou escolha um jogo divertido para desafiar os amigos.

3. Evite os alimentos típicos do interior como bolos, tortas, rabanada e carnes cozidas.

4. Não repita as refeições. O repeteco provoca mais danos à reeducação alimentar.

5. Caso os deslizes já tiverem sido cometidos, capriche nos exercícios ao ar livre.

 

 


NA CIDADE – O risco:  Passeios gastronômicos típicos
de quem ficou na cidade nas férias

Armas secretas:

1. Ter ponderação. Limitar o prato a um só. Escolher alimentos mais saudáveis.

2. Na pizzaria, evite recheios calóricos com queijos gordurosos e bacon.

3. Fuja das massas grossas e das bordas recheadas.

4. Prefira um lanche de peito de peru, tomate e queijo branco em vez de um que conte com mortadela ou salame como ingredientes.

5. Siga os horários habituais das refeições. Sem eles é mais fácil perder o controle do que comeu ao longo do dia.

 

Fonte: Dieta e Saúde