Arquivo

Posts Tagged ‘praia’

Curiosidades sobre o Filtro Solar.

O que significa FPS?

O FPS indica quanto tempo a mais você pode se expor ao sol antes de ficar vermelho. Por exemplo, se você fica vermelho depois de 10 minutos exposto ao sol sem proteção, ao aplicar um FPS 15 esse tempo se multiplica por 15. Nesse caso você pode ficar ao sol por 150 minutos antes de ficar vermelho. Usando FPS 30, serão 300 minutos. Mas o FPS indica a proteção somente contra os raios UVB. Os raios ultravioleta A (UVA) não contam na determinação do FPS. A medida da proteção anti-UVA é outra e também está indicada no rótulo dos filtros solares.

Modo de aplicar

A mudança na recomendação americana não se deve à ineficácia de um filtro com FPS 15. Se for bem aplicado, ele preserva a saúde da pele. O problema é que quase ninguém usa o filtro da maneira padronizada nos testes de medição do FPS. Isso porque a quantidade padrão usada no teste é muito maior que a aplicada na vida real. Para dar uma idéia: uma pessoa com 1,60m e 70kg precisaria aplicar 30g de filtro antes de ir à praia para garantir que o FPS seja aquele impresso no rótulo. Se levarmos em consideração a reaplicação depois de 3 horas de praia, são mais 30g. Assim, em dois ou três dias essa pessoa consumiria um tubo de 120ml de filtro para garantir o FPS do rótulo.

O bom senso diz que há algo errado nessa conta. Praticamente não existe quem use essa quantidade de filtro solar.

Usando menos filtro que a quantidade padrão, o grau da proteção cai. A pessoa acha que está com o FPS indicado no rótulo, mas na prática está com um FPS menor. Baseada nessas considerações, a Academia Americana de Dermatologia decidiu pela segurança. A orientação quanto ao valor mínimo do FPS aumentou para que as pessoas não se iludam com uma falsa sensação de proteção. Lembre-se: agora, praia só com FPS 30 ou mais.

Por Lucia Mandel

Fonte: Veja

Anúncios

16 dicas para emagrecer nessas férias.

Aproveite ao máximo suas férias sem perder a forma. 

 

 
NA PRAIA – O riscos: Sol, mar e muitos petiscos.

Armas secretas:

1. Nunca vá à praia com fome. Mantenha sua rotina com café-da-manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar.

2. Monte seus próprios lanchinhos no caso de ter fome e leve para a praia: àgua, frutas e barrinhas de cereais.

3. Espiga de milho (sem manteiga) é uma excelente alternativa entre as refeições.

4. Se o calor estiver de matar, saboreie um picolé de frutas.

5. Nada de bebidas alcoólicas. Fique com os sucos naturais, água de coco e água natural.

6. Encha o carrinho de supermercado de frutas, sucos, pães integrais, peito de peru, queijo branco, iogurtes e barrinha de cereais.


NO CAMPO – Os riscos: Muita paz, tranquilidade e muito tempo livre recheado de comida.

Armas secretas:

1. Caminhe e conheça algumas trilhas. Isso ajuda a se exercitar e se distrair.

2. Leia um bom livro ou escolha um jogo divertido para desafiar os amigos.

3. Evite os alimentos típicos do interior como bolos, tortas, rabanada e carnes cozidas.

4. Não repita as refeições. O repeteco provoca mais danos à reeducação alimentar.

5. Caso os deslizes já tiverem sido cometidos, capriche nos exercícios ao ar livre.

 

 


NA CIDADE – O risco:  Passeios gastronômicos típicos
de quem ficou na cidade nas férias

Armas secretas:

1. Ter ponderação. Limitar o prato a um só. Escolher alimentos mais saudáveis.

2. Na pizzaria, evite recheios calóricos com queijos gordurosos e bacon.

3. Fuja das massas grossas e das bordas recheadas.

4. Prefira um lanche de peito de peru, tomate e queijo branco em vez de um que conte com mortadela ou salame como ingredientes.

5. Siga os horários habituais das refeições. Sem eles é mais fácil perder o controle do que comeu ao longo do dia.

 

Fonte: Dieta e Saúde