Arquivo

Posts Tagged ‘sexo’

A melhor maneira da investir 2 reais

6 vilões que podem derrubar o desejo

Categorias:Sexo Tags:,

Conheça as novas e esfarrapadas desculpas de um traidor.

Fomos investigar de perto o submundo da infidelidade e desvendamos o novo código de conduta dos traidores. Você vai identificá-los de longe ainda nos primeiros encontros. E nunca mais será a última a saber!

“Estava bêbado demais”, “foi só sexo”, “meus amigos me empurraram para ela”. Quem já foi traída sabe bem que essas desculpinhas são usadas desde o tempo em que Madonna era virgem. E, se não faziam sentido nem no passado, muito menos agora. “As expectativas do homem sobre relacionamento mudaram. Hoje, ele busca parceiras capazes de realizá-lo fora da cama”, garante Luiz Cuschnir, psiquiatra e coordenador do Centro de Estudo de Identidade do Homem e da Mulher, em São Paulo. Trocando em miúdos, foi-se o tempo em que o bonitão pulava a cerca só em busca de sexo.

Depois de interrogar centenas de homens sobre o assunto, a antropóloga Mirian Goldenberg, autora do livro Infiel: Notas de uma Antropóloga (Record), constatou: ao trair, a esmagadora maioria não procura apenas carne fresca, e sim mais compreensão e menos cobrança. E jura de pés juntos que é raro encontrar essa dobradinha em relações oficiais. “Quando não consegue satisfazer todas as exigências da mulher, a ala masculina se sente frustrada e incapaz”, explica Mirian. Resultado: fica sensível a qualquer afago ou elogio. E nem sempre o mau-caráter vai se consolar nos braços de uma gostosona. “Cada vez mais, tende a preferir amantes mais velhas, que são atenciosas e carinhosas”, completa. Está de queixo caído? Nosso dossiê atualizadíssimo sobre traição não vai deixar nem o mais astuto salafrário conseguir encobrir seu crime. Ensinamos você a observar detalhes microscópicos do cafajeste, para poder mandá-lo passear antes que ele possa decorar seu telefone ou o caminho da sua casa.

O novo infiel
Descobrir logo no começo se seu pretê está mais para morador de brejo do que príncipe encantado poupa sofrimento. Mas não se deixe enganar com velhos indícios. O comportamento de quem tem culpa no cartório não é mais o mesmo. Para desmascarar um bandido antes que ele roube seu coração, fique por dentro das novas, embora esfarrapadas, desculpas que anda inventando.

PISTA ANTIGA: Compensar a perda da libido com presentinhos caros
NOVO INDÍCIO: Ele reforçou a dose diária de guaraná em pó? Vive à base de energético? Propôs que começassem a usar o comprimidinho azul para desfrutar longas noites de prazer? Tudo isso pode ser indicativo de que está tentando desesperadamente camuflar a falta de energia. Nem queira saber onde ele gastou o pique!

PISTA ANTIGA: Ficava vaidoso da noite para o dia
NOVO INDÍCIO: Começa a faltar na academia. Afinal, se for necessário sacrificar algum horário em prol de encontros furtivos, escolherá aquele que menos a afeta.

PISTA ANTIGA: Sumia com a conta de celular para que você não reparasse em números estranhos
NOVO INDÍCIO: Grava o contato das garotas sob pseudônimos. A Ana vira “Beto – Futebol”. Assim, se for questionado, pode acusá-la de suspeitar injustamente do pobre rapaz.

PISTA ANTIGA: Começava a se achar o gostosão da turma
NOVO INDÍCIO: Fica mais introspectivo, com semblante triste e olhar distante. “Muitos traidores abominam o que estão fazendo e sofrem. Sentem-se fracassados por não conseguir honrar seu compromisso”, explica a antropóloga Mirian Goldenberg.

PISTA ANTIGA: Inventava viagens longas a trabalho ou plantões durante fim de semana
NOVO INDÍCIO: “A traição entrou na era da ‘rapidinha’. Portanto, se o lindo for ao supermercado em horários absurdos, fique de orelha em pé!”, garante Cuca Elias, editora e colunista da revista VIP.

PISTA ANTIGA: Marcava o “futebol” para as tardes de domingo
NOVO INDÍCIO: Marca o “pôquer” durante a semana na casa de algum colega de trabalho. Afinal, o que é mais improvável: você dar uma passadinha em frente à quadra ou atravessar a cidade para invadir o apartamento de um cidadão que mal conhece?

Fonte: 180graus

Cães tendem a ficar mais próximos de donos do sexo masculino.

Tempo e Sexo.

Sinfonia no Colchão

Homens pensam mais em comer e dormir do que em sexo.

Estudo contradiz mito em que o homem pensa em sexo o tempo todo.

Ao contrário do que se pensa, homens pensam mais em dormir e em comer do que em fazer sexo

Os homens não pensam só em sexo. A mente masculina volta-se à atividade sexual uma vez por hora, frequência inferior às lembranças sobre as comidas e sobre o sono. A conclusão faz parte de pesquisa conduzida por uma psicóloga da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos.

Terri Fisher pediu a 163 alunos — homens e mulheres — que carregassem uma tabela e marcassem nela toda vez que pensassem em sexo, em comida ou em dormir. Os números variaram bastante. Um dos estudantes registrou um pensamento sobre sexo por dia enquanto outro teve 388 em 24 horas. Na média, contudo, os homens pensaram em comida e em dormir mais do que em sexo.

De acordo com Terri os homens são mais atentos, e portanto se concentram mais, aos estados de necessidade como a fome, o cansaço ou o apetite sexual. Eles também são melhores que as mulheres em identificar esses estados e se mostram mais propícios a expressar o que pensam.

De acordo com a especialista, a atenção ao sexo, à comida e ao sono depende dos estímulos que ocorrem na rotina do indivíduo. Situações que nos fazem lembrar mais de comida ou do cansaço tendem a aparecer com mais frequência do que aquelas que lembram o sexo.

Fonte: Veja

101 maneiras de queimar 2 chopes.

Desafio: “Mix de Exercícios”

Adoçantes: Mitos e Verdades

Ela goza mesmo?

Por insegurança ou constrangimento, ela pode fingir orgasmo. Antes que isso detone sua relação, conheça sete sinais que revelam se o orgasmo dela é verdadeiro.

>> Cara de paisagem

Decifre a linguagem corporal da mulher. Um orgasmo honesto costuma provocar uma ou várias das seguintes situações: olhos fechados, pescoço arqueado, mamilos e pelos eretos, boca contorcida, leves tremores e vermelhidão na região do colo até o rosto. Se nada disso rolar, você pode estar longe de um final feliz. Vale usar uma técnica infalível (que elas próprias usam quando se masturbam). Com a base do polegar, pressione o clitóris em movimentos circulares.

>> Ducha de água fria

Depois do sexo ela correu para o banheiro? Alerta. Se a transa foi boa e ela teve um orgasmo, vai precisar de alguns minutos até o sangue voltar às pernas. Quando perceber que está na reta final, pare de pensar em você e concentre-se em dar prazer a ela com as mãos antes de retomar a penetração. Vocês vão gozar juntos e aí, depois de uns minutos, poderão partir para o segundo round no chuveiro.

>> Honestidade em excesso

Se ela sempre chega ao orgasmo, independentemente da posição, há algo estranho. Por duas razões: 1) apenas 30% das mulheres chegam ao clímax somente com a penetração; 2) posições que proporcionam menos contato com o clitóris, como de quatro ou em pé, tornam o orgasmo ainda menos provável. Então, finja que acredita no teatro e use suas mãos ou um vibrador para ajudá-la a concluir a missão.

>> Respiração descontrolada

Quando ela está excitada e perto do clímax, a respiração é ofegante, certo? Mas quando ela finge, o teatro fica um pouco forçado. Ela parece um peixe fora d`água em busca de ar. Portanto, onde há exagero, há mentira.

>> Pretensão pélvica

Durante um orgasmo de verdade, seu pênis será apertado pela contração dos músculos pélvicos dela. “E isso não dá para disfarçar”, afirma a sexóloga Jussania Oliveira, consultora da MH. Durante essas contrações, braços e pernas se mexem também.

>> Mentira pós-coito

As mulheres fingem orgasmo para fazer seus parceiros se sentirem melhor. Ou seja, a motivação é nobre. E parte da encenação consiste em evitar qualquer bate-papo depois da transa. Ela simplesmente vira para o lado e dorme (ou finge também). Mas quando o orgasmo é real, o corpo feminino libera ocitocina, hormônio que acalma e favorece a aproximação do casal. Nestes casos, ela sempre quer se aconchegar e falar, falar…

>> Gemido mecânico

Sussurros e gritos são a forma mais comum de uma mulher fingir orgasmo. Só que, quando você está se divertindo, dificilmente para para pensar se aquele gemido é honesto. Dependendo da atuação, a garota pode ganhar o Oscar. A dica: sincronize seus movimentos com os gemidos dela, assim as chances de um clímax autêntico aumentam.

Fonte: MH

53 razões para fazer sexo

O ovo ou a galinha? Finalmente a resposta.

Jovem que estuda música protege cérebro em idade avançada.

101 maneiras de queimar 2 chopes.

A malhação que vale por uma corrida

Sonhos eróticos! Veja o que eles revelam sobre você.

Um sonho erótico pode ajudar você a se recuperar das tensões cotidianas; torça para ter um esta noite

Um sonho erótico pode ajudar você a se recuperar das tensões cotidianas; torça para ter um esta noite

Atire o primeiro lençol de seda quem não acha uma delícia curtir momentos de luxúria durante o sono. Mesmo os pesadelos mais aterradores –como ser forçado a fazer sexo– podem ser capazes de tornar mais gostoso o despertar. Os sonhos eróticos podem até ajudar a aliviar as tensões, já que o conteúdo muitas vezes é refletido em excitação real.

“Os homens têm ereções e, nas mulheres, ocorre a lubrificação vaginal. A tensão física da excitação se inicia com o sonho, mesmo que antes de dormir a pessoa estivesse relaxada”, explica o psicólogo e terapeuta sexual Oswaldo Rodrigues Jr., diretor do Instituto Paulista de Sexualidade (Inpasex).

“A tensão física sexual é seguida de um relaxamento, seja com um orgasmo [ejaculação, no caso dos homens] ou apenas pelo fim da excitação, trazendo alívio às preocupações cotidianas”, explica o especialista. “Seria o equivalente a ter uma relação sexual, mesmo que não nos lembremos do fato ou do orgasmo vivido”, resume.

Para a terapeuta sexual Maria Luiza Cruvinel, também de São Paulo, infelizmente, há pessoas que se sentem culpadas por terem sonhos eróticos, pois o tema ainda é cercado de tabus. “Assim, o impacto de um sonho desses pode durar um tempo”, diz ela. “O sonho deveria trazer bem-estar. Confundi-lo com a realidade, permitindo emoções negativas, é considerar real algo que não é”, diz Oswaldo.

ThinkstockOs sonhos podem não significar exatamente o que parecem. É preciso interpretá-los.

Para o ginecologista e sexólogo Amaury Mendes Jr., do Rio de Janeiro, os sonhos podem representar o que a pessoa gostaria de fazer na vida real e não tem coragem. “Isso é muito comum em quem deseja trair ou fantasia com outras pessoas, por exemplo, mas sente medo. O sonho com desconhecidos ou com sexo à força seria uma maneira de realizar essa vontade de alguma forma. E sem culpa”, comenta.

“Um sonho erótico pode ser apenas uma forma de dar significado a questões mal resolvidas, apesar do conteúdo sexual”, destaca Maria Luiza Cruvinel. “Não há uma interpretação determinada para cada tipo de sonho, tudo depende de como a pessoa interage emocionalmente com o conteúdo expresso no sonho”, completa a terapeuta que, a seguir, faz alguns comentários (generalizados, vale ressaltar) sobre os tipos mais comuns de sonhos eróticos. Veja a lista:

TRANSAR COM O CHEFE – Não traduz, necessariamente, atração pela pessoa. É preciso entender qual é o significado simbólico que a ela ocupa na sua vida. Se o sexo, por exemplo, é fonte de insegurança para o sonhador, o sonho pode refletir uma insegurança no emprego ou medo de falhar profissionalmente.

SONHAR COM UM ANTIGO AMOR – Não traduz, necessariamente, atração pela pessoa. É preciso entender qual é o significado simbólico que a ela ocupa na sua vida. Se o sexo, por exemplo, é fonte de insegurança para o sonhador, o sonho pode refletir uma insegurança no emprego ou medo de falhar profissionalmente.

ThinkstockCASO COM COLEGA DE TRABALHO – No sonho, a parceria tem caráter sexual. Entretanto, isso não significa tesão recolhido, mas, sim, que os dois têm química e uma boa relação. Significa também que você talvez esteja aprendendo com a pessoa, já que sexo está relacionado a troca, conhecimento e experiência.

FAZER SEXO A FORÇA – Pode revelar o desejo de viver essa fantasia e, ao mesmo tempo, é um modo de realizá-la, mas não concretamente. Sexo forçado também pode traduzir um anseio de ter uma vida sexual ativa sem se prender a normas ou convenções sociais.

FICAR SEM ROUPA EM PÚBLICO – Embora a nudez, em geral, seja associada ao sexo, não há uma conotação erótica neste sonho. Ele mostra uma situação na qual a pessoa esteja se sentindo humilhada, sem poder ou exposta. Na vida prática, costuma ser sinal de medo de falar em público ou expor suas ideias.

TRANSAR COM PESSOAS FAMOSAS – Transar com uma celebridade é muito comum entre as mulheres. É o tipo de sonho reforçador da autoestima. No mundo real, a pessoa se encontra em uma situação de intimidade com alguém muito desejado ou disputado. E, obviamente, quer levar a melhor.

PARTICIPAR DE UMA ORGIA – Esse é um sonho mais comum ao sexo masculino, embora muitas mulheres também o tenham. Muita gente tem essa fantasia, mas falta coragem para realizá-la. Porém, esse sonho também dá a entender que a pessoa se sente presa em outros aspectos de sua vida, não só no sentido sexual.

FAZER SEXO EM PÚBLICO – Significa que a pessoa deseja ser admirada, desejada, reconhecida por suas capacidades sexuais ou outros talentos que possua.

TE PEGAREM NO FLAGRA – Esse sonho dá pistas de que a pessoa deseja revelar sentimentos e vontades reprimidos ligados à sexualidade. Ou, ainda, de que necessita da aprovação alheia para seus parceiros.

TRANSAR EM CENÁRIOS INUSITADOS – Parque de diversões, carro de luxo, banheiro de boate, sala de aula vazia, construção, varanda… Vale tudo! Também é um sonho mais feminino, pois traduz fantasias com ambientes –algo bem comum às mulheres. Pode denunciar um desejo por romantismo, vontade de inovar, de sair da mesmice.

ROLAR NA CAMA COM ALGUÉM DO MESMO SEXO – Se você é heterossexual, apesar do conteúdo, não tem nada a ver com desejo homossexual ou erótico. Acredite: o que há por trás desse sonho, na verdade, é a vontade ou necessidade de se colocar no lugar do sexo oposto para entendê-lo.

TRANSAR COM ALGUÉM DESCONHECIDO – Transar com uma pessoa desconhecida pode traduzir uma necessidade de mudança, um desejo do novo. E ainda revela um desejo de fazer um sexo mais livre de amarras.

Fonte: UOL

69 dicas de arromba para fazer sua mulher delirar na cama

53 razões para fazer sexo

Aprenda a controlar seu ciúme.

Pratique: Verdade é essencial em todos os relacionamentos.

Vai rolar? Ou nem Pensar?

69 dicas de arromba para fazer sua mulher delirar na cama

Se a comunicação entre homens e mulheres já é complicada no dia-a-dia, imagine entre quatro paredes, quando o blablablá é o que menos importa. E aí, meu caro, haja paciência para adivinhar o que está ou não agradando na cama – isso, claro, considerando que você ainda não levou um belo pé no traseiro em resposta ao desempenho amador.

É, as mulheres são cruéis. A não ser que estejam muito apaixonadas, dificilmente vão te dar uma segunda chance se, na estréia, você não conseguir gerar níveis apocalípticos de prazer. Ficou tenso? Não precisa. Minha Vida reuniu um time de moças muito bem resolvidas na cama e perguntou o que não pode faltar numa transa inesquecível. O bate-papo rendeu 69 dicas quentíssimas, que você confere a seguir.

1. Massagem é uma delícia, mas detesto ter que pedir. Gosto quando ele me vira de costas e começa fazendo carinho no pescoço, com as pontas dos dedos e, aos poucos, vai usando a mão toda para massagear toda a parte de trás do meu corpo.

2. Adoro sentir a língua do meu namorado, passeando por todo o meu corpo. Saber intercalar movimentos suaves a outros mais rápidos é fundamental.

3. Um elogio, feito na hora certa, acende qualquer transa. A gente fica horas pensando na lingerie que vai usar com o cara, elogiar é o mínimo que ele pode fazer.

4. Tomar a inciativa de apagar ou diminuir a luz é legal, principalmente no começo. Fico mais à vontade e consigo me envolver melhor. Sei que os homens preferem transar com as lâmpadas acesas, então valorizo quando algum deles presta atenção e cede para me agradar.

5. Fazer surpresas é sempre divertido. Gosto quando ele oferece algum acessório para a gente usar, juntos. Mas isso tem que acontecer sem pressão, já teve situações em que recusei o brinquedinho que ele inventou de comprar.

6. Homem tem que ter pegada e saber o que está fazendo. Perguntar se pode tirar a blusa, se pode pôr a mão aqui ou ali azeda completamente o clima.

7. Cama? Haja paciência para ficar só por ali. Gosto quando meu namorado toma a iniciativa e propõe uns lugares ousados para a gente ficar junto.

8. Ter criatividade na hora de colocar a camisinha é muito legal. Já fiquei com caras que fingem não lembrar dela e eu tenho que perguntar se ele tem. Isso corta o barato. Seria muito mais legal ele pegar e me conviar para colocar junto com ele.

Sexo

9. Língua e dedo formam uma combinação mágica. Mas o cara precisa ter paciência e entender os exercícios como um aquecimento. Como todo preparo, só indo com calma para fazer efeito sem machucar.

10. Uns bons apertões no bumbum e nos seios são uma delícia. Mas cada um a seu tempo, sem parecer que você vai virar fumaça daqui a pouco. Os dois precisam curtir os amassos. 

11. Mulher sofre para fazer depilação, os caras deveriam seguir o exemplo e, pelo menos, dar uma parada nos pêlos. Adoro quando percebo que ele tomou esse tipo de cuidado.

12. Interromper tudo para ir ao banheiro é o fim do mundo, eles precisam entender que demoramos para pegar embalo. Por isso, é melhor aproveitar a temperatura mais caliente. 

13. Quando o cara conhece umas posições diferentes e ensina como ficar nelas, acho o máximo. Sinto segurança e me entrego completamente. 

14. Perco os sentidos quando meu namorado me coloca de costas e começa a dar uns puxõezinhos de leve no meu cabelo. Mas tem que ter cuidado para não me deixar com dor-de-cabeça.

15. É muito gostoso quando ele começa a falar umas bobagens no meu ouvido, principalmente quando eu tenho que responder, seja com palavras ou com algum gesto.

16. Deixar umas bebidas à disposição é muito bom. Às vezes, estou me sentindo meio travada e, basta tomar uns goles, que tudo se resolve. 

17. Fico excitada quando ele dá um jeito de me irritar, critcando alguma coisa que fiz ou reclamando do tempo que demoro para me vestir, por exemplo. A gente briga feio e, de repente, ele me agarra e tudo se resolve. 

18. Pequenas mordidinhas, em lugares onde não consigo enxergar, me deixam louca. Atrás da coxa, no bumbum e nas costas, perto do ombro, são meus lugares favoritos.

19. Adoro quando ele esfria a boca com umas pedras de gelo e, depois, vem me beijar. O choque de temperatura entre minha pele e a língua dele me deixa toda arrepiada.

20. Gosto quando ele faz mil peripécias nas preliminares e, depois de abusar da criatividade, coloca uma venda nos meus olhos e me obriga a ficar quietinha, esperando que ele tome conta da situação. 

21. Uma vez, meu namorado amarrou minhas mãos e não me deixou fazer nada, nem tirar a roupa. Ele fazia tudo bem devagarinho, demorando uma hora para abrir cada botão da minha blusa. Nem preciso dizer que, quando não restava mais nada e ele me soltou, parti para cima com o maior tesão do mundo.

22. Escolher a música certa é aposta garantida para um clima fervilhante. Mas nada daquela chateação de ficar trocando o CD ou pulando os arquivos, o cara precisa pensar nisso tudo antes e já montar uma seleção na ordem correta.

23. Esquentar o clima numa banheira com água bem morninha é muito bom. Ajuda a relaxar e transforma até um papai-e-mamãe numa brincadeira superinteressante.

24. Ganhar carinho depois de tudo é muito bom, fico me sentindo querida e ainda mais desejada. O cara mostra que não é homem para uma noite só e isso me incentiva a pensar em maneiras de incendiar nossas ficadas.

25. Adoro usar espartilho, porque me sinto mais sensual. Acho incrível quando meu namorado vai tirando cada peça e comentando, no meu ouvido, como fico bem com elas.

26. Com as luzes totalmente apagadas, enlouqueço quando ele resolve brincar de esconde-esconde. No nosso jogo, quem conseguir encontrar o outro tem a direito a fazer um pedido que será atendido imediatamente.

27. Joguinhos de sedução sempre me deixam mais acesa. Às vezes, marco de sair com meu namorado e, durante o caminho, ele fica me mandando mensagens picantes pelo celular. Na maioria das vezes, demoramos um pouco para pôr os pés fora de casa.

28. Fomos jantar na casa dos pais dele contra minha vontade, porque detesto minha sogra. Mas, mal sabia, que ele tinha me reservado uma surpresa. No meio da noite, demos um jeito de escapar para o quarto que era dele na infância. Lá, ele tinha montado um esquema genial, com um monte de flores espalhadas na cama e no chão. Acho que nunca senti tanto apetite na minha vida.

29. Filmes pornôs normalmente são insuportáveis, mas uma boa hsitória erótica é sensacional para ativar a libido. Normalmente, elas rendem boas inspirações para o resto da semana.

30. Para a transa funcionar, o cara tem que olhar nos meus olhos. Se ele fica disfarçando, acho que ele está com o pensamento nas nuvens e não consigo me envolver. E, fechar os olhos, só quando já está quase chegando lá.

Sexo

31. Apimentar o sexo oral é sempre legal, gosto quando o cara chupa um drops extra-forte e, depois, toma um gole de água. É parecido com gelo, mas um pouco mais excitante.

32. Passar uma camada bem fininha de óleo de massagem (e transar com ele espalhado pelo corpo) é de enlouquecer. Mas tem que ser aqueles produtos cheirosinhos, ou a gente se sente um verdadeiro pote de margarina. 

33. Na hora h, gosto quando o cara comenta (em voz baixa), como é gostoso o movimento que estou fazendo. Esse tipo de elogio faz com que eu me empenhe ainda mais para agradar.

34. Vou ao delírio quando, antes de tirar minha calcinha, o cara fica brincando com ela. Vale puxar as alcinhas, brincar com os lacinhos, puxar para um dos lados, acho que é uma das coisas que mais me deixa excitada. 

35. Dançar só de camisola, bem agarradinhos, é uma delícia. Num dia bem frio, já estava deitada com meu marido. De repente, ele se levantou e ligou o som com uma música bem sexy. Foi até a cama e me puxou (nem tive tempo de reagir) e começamos a dançar, bem coladinhos. Antes da música acabar, já tínhamos voltado para a cama. Só que, desta vez, dispensamos o edredon.

36. Gosto quando o cara me deixa ficar por cima durante toda a transa. Melhor ainda quando ele me deixa fazer as coisas no meu ritmo e dá sinais de que está curtindo.

37. Iniciativas ousadas são sempre as melhores, mas o cara precisa segurar a onda e insistir. Teve um dia que fui a um bar e fiquei trocando olhares com o vocalista da banda que estava tocando. Num dos intervalos, a gente se encontrou na pista, ele me reconheceu e, num puxão forte, segurou no meu braço e me levou até o banheiro de deficientes. O perigo de sermos descobertos transformou aquela rapidinha numa transa inesquecível.

38. Odeio calcinhas que marcam a roupa e, às vezes, saio sem. Numa ocasião dessas, coloquei uma saia e, no restaurante, avisei meu namorado que estava sem roupa íntima. Ele foi o máximo! Com muito cuidado, aproximou a cadeira da mesa, levantou a perna e começou a se esfregar em mim. Mas me fiz de difícil e fiz com que ele esperasse pela refeição completa, com direito a duas sobremesas – a segunda, no motel0.

39. Meu namorado é super-romântico e adora levar meu café-da-manhã na cama, quando dormimos juntos. Teve um dia, que ele preparou o meu suco preferido: abacaxi com hortelã e, na hora de pôr a bandeja no meu colo, acabou derrubando tudo em cima de mim. Em poucos segundos, ele resolveu a situação e, com muita disposição, começou a lamber todo o líquido derramado.

40. Eu sou vidrada em tatuagens, mas meu namorado detesta. Um dia, no entanto, ele me surpreendeu. Chegou em casa dizendo que tinha feito duas, bem pequeninhas, em lugares inusitados. Para encontrar, eu ia dizendo as regiões do corpo e ele respondia se estava quente ou frio. Quando a temperatura subia, ele me recompensava com bons amassos até que, no final, desisti de descobrir onde estavam as tatuagens. Chegar perto ficou muito mais divertido.

41. Na maioria dos meus looks, incluo uma meia-calça – uma peça simples que deixa as pernas muito mais sensuais, na minha opinião. Mas meu namorado detesta e nem encosta nas minhas pernas quando estou de meia. Num dia de revolta, ele partiu para cima de mim no carro e rasgou a meia inteira com as mãos. Fiquei boquiaberta e reagi na hora, precisamos até parar no acostamento.

42. Gosto muito de brincar com aqueles dadinhos do amor. Minha melhor experiência aconteceu quando meu namorado levou um amigo para jogar com a gente e me deixou livre para escolher com qual dos dois queria cumprir o destino surgido a cada arremesso. Nossa relação ficou muito mais forte depois daquele dia.

43. Tive um ex que me achava parecida com a Mel Lisboa, que eu acho linda. Num dia, ele apareceu em casa com a Playboy dela e sugeriu que a gente imitasse as poses da revista. Para ele me fotografar. Fiquei me sentindo uma diva

.44. Provocar (e ver que as provocações estão surtindo efeito) é uma das melhores sensações de esquenta. Depois do banho, levo horas passando cremes pelo corpo e, quando meu namorado está em casa, façoisso em posições para lá de insinuantes. Vou às estrelas no momento em que ele não agüenta mais olhar e parte para cima.

45. No meu caso, paciência é fundamental. Na primeira vez que saí com meu atual namorado, foi incrível: a gente tomou um banho delicioso na hidro, com muita espuma, depois ele fez massagem no meu corpo todo e, quando a gente não aguentava mais segurar, ficamos juntos. Foi a melhor noite da minha vida.

46. Preciso sentir o cara por inteiro junto comigo. Adoro quando, em vez de ficar passeando com a mão, ele segura firme na minha cintura e vai apertando e soltando meu quadril de acordo com os movimentos que a gente faz. 

47. Homem que grita ou fala palavrão na cama é um horror. Adoro quando o cara sabe falar umas sacanagens, mas tem que ser baixinho e no meu ouvido. Uns gemidos na hora certa também empolgam.

48. Sugerir novas posições é um jeito diferente de mostrar que está a fim. Para mim, quando o cara faz isso, mostra que ficou pensando no momento que a gente ia ficar juntos de novo e arrumou uma maneira de transformar aquilo num encontro único. Ah, mas não precisa ser uma pose de contorcionista ou a gente corre o risco de se machucar e acabar não fazendo a parte mais divertida do exercício. 

49. Alguns sabores abrem o apetite. Na minha lista, chocolate e champagne estão no topo. Uma calda bem cremosa, espalhada pelo corpo, atiça qualquer libido. E a bebida mata a sede, depois do esforço.

50. Ganhar presentes é ótimo em qualquer situação, mas receber um conjunto de lingerie ou uma camisola supersexy (e ter a chance usar em seguida) é uma delícia. Meu namorado sempre faz isso e já sabe vestir e arrancar meus sutiãs melhor do que eu.

Sexo

51. Perfumes me deixam louca, adoro quando dou a sorte de ficar com um cara muito cheiroso que, só de me abraçar, já transfere aquele cheiro para mim. Grudo nele e só me separo quando o suor é tanto que não conseguimos mais ficar agarrados. 

52. A nuca, para mim, é uma zona mágica. Meu namorado já descobriu e aproveita. Ás vezes, estamos num bar e ele esfrega um copo com drink bem gelado no meu pescoço. Fico toda arrepiada. A seqüência inclui esfregadinhas com os dedos até chegar no delírio absoluto, quando ele me beija com todos movimentos e velocidades possíveis de que uma língua é capaz.

53. Fico superexcitada quando, antes de transar, meu namorado permite que eu fique me arrastando inteira sobre o corpo dele, sentindo o toque das pernas, do peito, dos braços com outras partes do meu corpo, além da mão. São outros tipos de toque, que revelam o grau da nossa intimidade.

54. Gosto quando dou sorte de sair com caras que não tenham preconceito quando a mulher toma a iniciativa. Meu ex-namorado sempre elogiava minha ousadia e, com isso, eu vivia pesquisando coisas novas para a gente experimentar. 

55. Viver personagens na cama me leva à loucura. Usando fantasias e sendo chamada por um nome que não é meu, adquiro uma personalidade nova e fico muito mais descontraída. Mas prefiro quando o homem toma a iniciativa e providencia todos os preparativos.

56. Adoro dar ordens e ser obedecida, claro. Na hora H, meu namorado segue direitinho a minha cartilha, beijando, apalpando e esfregando onde eu quero e do jeito que eu peço.

57. Deixar o computador num ângulo em que a webcam possa captar todas as nossas pegadas me deixa louca. Costumo gravar tudo e assistir em seguida. É ótimo para aprimorar o desempenho – e para receber elogios também. 

58. Acho as velas um item bastante romântico, gosto de transar com a luz apagada e algumas chamas espalhadas pelo quarto, em locais estratégicos. Quando o clima está pegando fogo, vou ao delírio se o cara pega uma delas e pinga umas gotinhas de cêra na minha barriga ou nas minhas costas. Mas tem que ser de surpresa para fazer efeito

59. Um bom colo, com carinho e uma pegada forte, é meio caminho andado para uma transa inesquecível. Se o cara tiver mesmo a manha, tudo se resolve ali mesmo, sentados (e com muito conforto).

60. O meu maior afrodisíaco chama-se ciúmes. Ainda não consegui ficar com nenhum cara que topasse outro homem na nossa cama. Então, normalmente, faço a festa quando meu namorado aceita que eu fique usando uns brinquedinhos na frente. Se ele me der uma mãozinha, então…

sexo

61. Este é meu teste para saber se vale a pena investir no cara. A gente começa as preliminares na sala e, enquanto isso, deixo o ar condicionado do quarto no mínimo. Quando nós dois já estamos para explodir, arrasto ele para a cama e continuamos o namoro por lá. No meu teste, são aprovados os homens que não me deixam sentir frio. 

62. Em casa, meu namorado dorme separado de mim por impsição dos meus pais. Mas, no meio da noite, ele escapa e vem parar na minha cama. Transamos sem fazer o menor ruído. A sensação de perigo e a obrigação de ficar quietos aumentam nossa tensão – e o meu tesão.

63. Uma mordida no lugar certo é uma delícia, desperta um instinto animal que, normalmente, eu não revelo nem sob pressão. Onde é o lugar certo? Dependo do cara e da posição em que ele me pega.

64. Bancar a streaper é muito legal, desde que o cara aceite as regras e espere o momento de agir. Vale rebolar na frente dele, esfregar as pernas e insinuar depravações. Mas ele tem que assistir a tudo quietinho. Quando eu também não agüento mais esperar, dou o sinal verde.

65. Depois que consigo intimidade, gosto de amarrar as mãos dele e as minhas. Assim, sem o apoio delas, temos de dar um jeito de encontrar um encaixe que funcione perfeitamente. Até hoje, nunca falhou.

66. Aguçar a percepção dele é diversão certa na minha cama. Coloco uma faixa nos olhos dele e deixo uma série de frutas, sucos e comidinhas por perto. Passo os ingredientes no meu corpo e peço que ele prove. Até adivinhar que sabor está degustando. Depois disso, é a vez de estimular o meu tato.

Fico com os olhos vendados e ele desliza, pelo meu corpo todo, esponjinhas, toalhas e tecidos umedecidos numa solução de água morna e essências perfumadas.

67. Contos eróticos são munição certa para a nossa imaginação. Gosto quando, à noite, meu namorado abre um dos meus livros (tenho pilhas deles) e começa a ler um trecho. A gente começa mordendo os lábios, vai chegando mais perto, mexendo as mãos… mas só deixo que ele parta para a definitiva quando o capítulo termina – a essa altura, já estou a mil quilômetros por segundo.

68. Sem pressa, é o máximo quando meu namorado consegue tirar minha roupa só usando a boca e os dentes. Para deixá-lo mais animadinho, prefiro usar uma saia nesses dias – afinal, se o desespero for muito (ou a habilidade for pouca), conseguimos continuar a aventura sem decepção.

69. Verdade imbatível: adoro os homens que são (ou parecem) insaciáveis. Não existe nada pior do que o terrível cigarro com soninho após uma transa, por mais maravilhosa que seja. Se o cara cansar mesmo, que pelo menos guarde o mínimo de energia para fazer carinho em mim, até que dois adormeçam.

Fonte: MINHA VIDA

 

53 razões para fazer sexo

40 coisas que elas simplesmente DETESTAM na cama!

Vai rolar? Ou nem Pensar?

Sete sinais que ela é boa de cama!

Sinfonia no Colchão